Loading...
/Um diagnóstico demorado

ACREDITO NA BOA FÉ MAS É PRECISO PROTEGER AS PESSOAS

No meu caso, o primeiro sinal de alerta aconteceu em Fevereiro.

As primeiras dores que senti, que eram já sintomas de metástase, levaram-me ao hospital várias vezes. Entre diagnósticos equivocados, internamentos e até uma intervenção cirúrgica a um rim, passaram-se meses até que, em Maio, me diagnosticaram com cancro no colo do útero, em estado avançado e com metástases.

Podem ver, neste link, uma entrevista à Sic onde conto, de forma mais detalhada todo este processo.

Longe de querer apontar o dedo ou por em causa a competência ou ética médica, procuro apenas relatar o meu caso, uma história real.

Agora começa a minha luta.

  • Faz os checkups periódicos.

  • Não deixes de estar atenta aos sinais.

  • Quando persistam, pede uma segunda opinião.

  • Pergunta às mulheres que amas se já fizeram o rastreio.

Esta doença é silenciosa, não te limites a estar atento, alimenta-te bem, pratica desporto e aprecia a vida, até o leve toque do vento no rosto. Nada é garantido, ama quem amas.

TODOS OS MOMENTOS CONTAM

Seja na vida, seja na prevenção, todos os momentos contam.

Na vida, procurem o valor real das coisas. Na prevenção, procurem estar atentos ao que possa limitar o tempo que têm com essas mesmas coisas.

MUDA UMA VIDA HOJE

Enquanto hoje, milhares de pessoas travam uma batalha com esta doença, é possível, com um pequeno gesto, dar-lhes as armas que façam desta inevitabilidade, uma luta justa.

2018-09-03T17:18:47+00:00
Facebook
Facebook
YouTube
YouTube